Plástica Montenegro

Cirurgias Plásticas

Lipoaspiração de Abdome - A Cirurgia


Uma pequena incisão é feita por onde deve passar a cânula de sucção conectada ao aspirador cirúrgico. A lipoaspiração é realizada através de movimentos repetitivos de vem e vai até que toda a gordura desejada seja aspirada. Quando o resultado desejado é atingido, as incisões são fechadas com pequenas suturas que deverão se transformar em cicatrizes de menos de um centímetro.

A cirurgia pode levar entre uma e cinco horas, dependendo da quantidade de gordura a ser removida. É realizada com anestesia local e leve sedação para a lipoaspiração de até um litro de gordura. Nos casos em que mais que um litro é aspirado, normalmente é utilizada a anestesia peridural. Em ambos os casos, o tempo de internação é de um dia, para observação.

No início da cirurgia, múltiplas incisões são realizadas abaixo da linha do biquíni ou no umbigo. As cicatrizes são escondidas nos contornos do corpo.

Embora existam várias técnicas de lipoaspiração, a técnica tumescente é a mais utilizada. Nela, antes de remover a gordura, injeta-se líquido na área a ser tratada através de uma cânula. Composto de solução salina, lidocaína e epinefrina, ele auxilia a entorpecer a área tratada, controla a perda sanguínea e facilita a remoção da gordura. A seguir, a cânula de lipoaspiração é inserida na camada de gordura abaixo da pele.

A sucção é feita com um aspirador cirúrgico conectado no lado oposto da cânula, a fim de remover a gordura. Em alguns casos, a gordura pode ser removida manualmente com seringa conectada a cânula. Após o procedimento as incisões são fechadas com sutura, embora algumas incisões sejam tão pequenas que cicatrizam sem pontos.

Pós – Operatório

É importante lembrar que o sucesso da cirurgia plástica depende diretamente do cumprimento de todas as recomendações médicas.

Durante o pós-operatório pode ocorrer aumento de volume, inchaço, equimoses (vermelhidão) e hematomas na região do procedimento. Um analgésico será receitado pelo médico para casos de dor.

Deve-se manter repouso absoluto durante os primeiros dias após o procedimento, ingerindo grande quantidade de líquidos isotônicos para repor os fluidos perdidos durante a cirurgia. Além disso, devem-se evitar movimentos rápidos para se levantar, pois a ocorrência de tonturas é bastante frequente neste período, e a realização de quaisquer esforços, pois atrapalham a cicatrização dos tecidos internos.

É fundamental proteger-se do Sol por pelo menos dois meses para evitar a ocorrência de manchas na pele. Visando acelerar a reabsorção do inchaço e auxiliar a cicatrização dos tecidos, uma cinta cirúrgica de suporte deve ser utilizada por cerca de quatro a seis semanas. Além de evitar o acúmulo de líquido, as malhas compressoras evitam o aparecimento de fibroses e irregularidades nas coxas. O uso de roupas apertadas é terminantemente proibido, incluindo as roupas íntimas, por, no mínimo, 60 dias.

Os resultados são graduais, mas os finais podem ser notados em aproximadamente três meses. Embora as células de gordura sejam removidas permanentemente da área tratada com o procedimento, é importante notar que a lipoaspiração não previne ganho de peso. Para manter os resultados do procedimento, é importante ter hábitos saudáveis de dieta e atividade física.

A realização de drenagem pós-operatória é recomendada pelos mesmos motivos e pode ajudar a evitar o aparecimento de irregularidade e depressões nas áreas tratadas.

Voltar

Médico Responsável: CRM 51.769 | REQ: 14693